Música sertaneja faz apologia á pornografia de vingança

image

Um cara decide se vingar da ex-namorada e publica na internet uma cena de sexo dos dois. A história, infelizmente, é comum e se repete diariamente com várias mulheres, mas, vale sempre lembrar, é crime! Mas a dupla sertaneja Max & Mariano parece ter se esquecido disso ao divulgar nas redes sociais seu primeiro clipe e música. Eu vou jogar na internet faz apologia à pornografia de vingança e à gravação da intimidade do casal sem o consentimento da mulher.

O refrão da música escancara: “Semana passada mesmo a gente ficou. E, sem que você percebesse, eu gravei de nós dois um vídeo de amor. Eu vou jogar na internet, nem que você me processe. Eu quero ver a sua cara quando alguém te mostrar. Quero você dizer que não me conhece”. E, como se a letra já não fosse grave demais, o vídeo ainda ensina como armar uma gravação escondido e mostra, sem julgamentos, o cara compartilhando via WhatsApp a cena com todos os amigos.

Em poucos dias, a dupla conseguiu 50 mil visualizações, mas também milhares de comentários negativos e a música, assim como a página do Facebook, o canal no Youtube e o site oficial, fora do ar. Afinal, não se brinca com apologia ao crime – principalmente quando ele é capaz de abalar seriamente a integridade, tanto física quanto moral e psicológica, da vítima.

Ainda não há uma norma específica para esse tipo de conduta no Brasil, o que faz com que seja enquadrada em difamação e injúria, que têm penas relativamente brandas. Mas o ex jogador de futebol Romário, que é senador pelo estado do Rio de Janeiro, já se pronunciou quanto ao caso em sua pagina oficial no facebook e comentou sobre a importância de uma lei: “Por isso apresentei um projeto de lei que classifica como crime o ato de divulgar fotos e vídeos íntimos sem a autorização da vítima. O acusado poderá pegar pena de até três anos de detenção, além de ser obrigado a indenizar a vítima por todas as despesas decorrentes de mudança de domicílio, de instituição de ensino, tratamentos médicos e psicológicos e perda de emprego”. A COSMOPOLITAN Brasil apoia essa causa.

E, sempre vale lembra, vítimas de vídeos de pornô vingança podem fazer as denúncias em delegacias de repressão a crimes de informática ou pela ONG Safernet – além, é claro, de obrigar o site a retirar o conteúdo sem qualquer necessidade de decisão judicial, conforme a lei do Marco Civil da Internet, sancionada no ano passado.

Publicado por Juliana Pinheiro

Anúncios

15 comentários sobre “Música sertaneja faz apologia á pornografia de vingança

  1. Bruna disse:

    É nesses momentos que dá uma baita vergonha da música brasileira, nao sei como esse tipo de besteira consegue fazer sucesso…
    Tem que ser feita a lei e exigida a punição, coisas assim são o câncer da internet!
    Indignei com isto agora!

    Curtido por 1 pessoa

  2. haruhamaya disse:

    Fiquei de queixo caído, como assim ? Triste a direção que o sertanejo esta tomando, muito triste 😦 E não só o sertanejo, mas a humanidade também, onde já se viu gravar cenas intimas assim e publicar na internet ?! Quanta falta de respeito. Tenho vontade de chegar num cara que faz uma coisa dessas e perguntar:”E se fosse sua filha?”. Pelo amor !

    Curtido por 1 pessoa

  3. KAMBAMI disse:

    É chocante mesmo! Será que essa dupla não tem um apoio jurídico por trás para saber lidar com o público? Por que não canta amor, felicidade, carinho que são coisas que devem ser praticadas e incentivadas?
    Na boa sem conhecer a história a fundo, dou meu julgo, se sou juiz dou cadeia pros dois.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s